8 de julho de 2011

Membros da Coordenação do FONAPER participam de evento da SDH


Terça-feira, 5 de julho de 2011 - 22h58min
<br>Fonte: FONAPER










No dia 29 de junho, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), sob a coordenação da Ministra Maria do Rosário, promoveu uma palestra com Frei Betto, cuja temática foi "Por uma nova cultura dos Direitos Humanos".
Membros da coordenação do FONAPER, encontrando-se em Brasília, por causa da Audiência Pública realizada na Câmara dos Deputados, participaram deste importante ato.
Dentre vários aspectos relacionados aos direitos humanos, a diversidade religiosa foi um dos pontos citados em vários momentos da exposição de Frei Betto. Ele ressaltou que não é possível algum estudante sair da escola sem ter noções básicas da diversidade religiosa, pois, conhecendo, mais facilmente respeitará o diferente em suas diferenças. Disse que "a religião é um fenômeno social e cultural", por isso, é fruto da experiência e do conhecimento produzido pela humanidade. Neste sentido, a escola, enquanto espaço de socialização dos conhecimentos acumulados pelas culturas no decorrer da história, tem de proporcionar o acesso aos seus educandos.
Acrescentou ainda que, na escola pública, a educação não deve se centrar no "estudo de uma religião". Por isso, posicionou-se contrário ao Acordo Brasil e Santa Sé, assinado em 2008 e aprovado pela Câmara dos Deputados em 2009, que prevê um Ensino Religioso confessional.
Neste sentido, o FONAPER, em sua proposta, vem buscando efetivar uma perspectiva que estude o fenômeno religioso na sociedade em suas múltiplas e diversas expressões. Acredita na viabilidade  da oferta de um Ensino Religioso que pedagogicamente se torne um espaço de socialização e construção de conhecimentos, promovendo nas escolas públicas do Brasil, o respeito e o reconhecimento da diversidade cultural religiosa, patrimônio da humanidade.

 
<br>Fonte: FONAPER<br>Fonte: FONAPER

Fonte: FONAPER

2 comentários:

  1. Terezinha de Souza Pacheco8 de jul de 2011 16:04:00

    O Ensino Religioso escolar deve ser um direito de todos enquanto conhecimento histórico e por estar inserido nas bases das relações humanas. Porém, o drama a respeito dessa disciplina está no impacto que seu título gera àqueles que não se envolvem com seu conteúdo. Por isso, como sugestão, a mudança de Ensino Religioso para "Ciência da Religiosdade Humana" poderia causar mais sensatez e aceitação a essa disciplina. (Terezinha de Souza Pacheco - (11-99704313)

    ResponderExcluir
  2. Reginaldo de A. Pacheco15 de jul de 2011 10:34:00

    O ensino da religião como ciência é o modelo mais adequado mesmo. Seria uma instrução com um caráter mais imparcial, sem tendências e sem o intuito de convencimento. A finalidade precípua seria apenas informar e instruir o estudante, para que ele entendesse a diversidade religiosa. Como disse a Sra. Therezinha Pacheco, seria o mais sensato.

    ResponderExcluir

Deixe seu contato de telefone, email, movimento ou instituição que participa para melhorarmos nossa rede pela cultura da paz.

Vermelho